13 de abr de 2007

RIQUEZA x CONEXÃO

Ontem conversava com meu primo sobre as pessoas mais conectadas do mundo e ele veio com uma tira de que os pobres são os que mais ficam conectados na internet.
Contestei sua opinião, dando exemplos como Steve Jobs, Bill Gates entre outros, porém ele foi redundante em sua "teoria".
De repente, no meio da conversa, surgiu o nome do bilhionário mexicano Carlos Slim Helú. Como um bom pesquisador, fui atrás de informações, pois sabia que era um empresário do México, mas não sabia muito sobre a personalidade. Constatei se tratar do segundo homem mais rico do mundo e a poucos passos de desbancar o tio Bill, que a 13 anos reina absoluto: Bill Gates tem U$ 56 bilhões, contra U$ 53,1 bilhões de Slim.
Claro que a diferença é uma ninharia U$ 2,9 bilhões, mas para Slim que faturou nos últimos dois meses, algo em torno de U$ 4 bilhões, isso não é nada e, logo mais, estará colocando o tio Bill no bolso (segundo pesquisei, Slim e Bill são amigos).
Mas a máxima dessa celebridade, motivo pelo qual escrevi esse tópico, é que ele não entende nada de computador, não fica conectado na internet, não tem notebook, smartphone... nada!
Veja o texto que trata do assunto
Seu escritório não tem computador, laptop ou qualquer outro apetrecho tecnológico que lhe permita acompanhar os movimentos financeiros on-line. Quando precisa de uma informação, pega o telefone e pede a um auxiliar. Certa vez ganhou um laptop dos filhos, de presente de Natal, mas só sabe ligar e desligar a máquina. Mas seu grupo vende mais de mil computadores por dia no México e milhares de pessoas em todo o mundo acessam seu portal na internet. Além disso, Slim criou um centro de pesquisas associado ao MIT americano para desenvolver novas tecnologias de informação adequadas à América Latina, para a formação de especialistas e para a transferência de conhecimentos. (Fonte Wikipédia )
Essa história me fez lembrar da piada no faxineiro da Microsoft:

Um homem que estava desempregado, entra num concurso da Microsoft para ser faxineiro। O Gerente de RH o entrevista, faz um teste (varrer o chão) e lhe diz: "O serviço é seu"; me dê seu e-mail e eu lhe enviarei a ficha para preencher, e a data e hora em que deverá se apresentar para o serviço.O homem, desesperado, responde que não tem computador, e muito menos, e-mail. O Gerente de RH, disse que lamenta, mas se não tiver e-mail, quer dizer que virtualmente não existe, e, como não existe, não pode ter o trabalho. O homem sai, desesperado, sem saber o
que fazer; somente tem US$ 10 no bolso. Então decide ir ao supermercado e comprar uma caixa de 10 quilos de tomates. Bate de porta em porta vendendo os tomates a quilo, e, em menos de duas horas, tinha conseguido duplicar o capital. Repete a operação mais três vezes e volta em casa com US$ 60.Entao, ele verifica que pode sobreviver dessa maneira, sai de casa cada dia mais cedo e volta a casa mais tarde, e assim triplica ou quadruplica odinheiro a cada dia. Pouco tempo depois, compra uma Kombi, depois troca por um caminhão e pouco tempo depois
chega a ter uma pequena frota de veiculos para distribuição. Passados 5 anos, o homem é dono de uma das maiores distribuidoras de alimentos dos Estados Unidos. Pensando no futuro da sua familia, decide tirar um seguro de vida। Chama um corretor, acerta um plano e quando a conversa acaba, o corretor lhe pede o e-mail para enviar a proposta. O homem disse que não tem e-mail. Curioso, o corretor lhe disse:

- Você não tem e-mail e chegou a construir este império, imagine o que você seria se tivesse e-mail? O homem pensa e responde:

- Seria faxineiro da Microsoft!

É amigos, pensando bem, acho que estou mais próximo de ser um faxineiro da Microsoft do que milhionário!

Nenhum comentário:

Postar um comentário