19 de abr de 2007

WI-FI DÁ CADEIA NA INGLATERRA!!!

Matéria interessante e ao mesmo tempo polêmica do Plantão INFO de ontem (18/04): "Homem é Preso por Usar Wi-Fi do Vizinho".
Se a pessoa está utilizando por trabalho ou para algo que não seja para o "mau", qual o problema? Se o dono do sinal não fechou, ou foi por falta de conhecimento ou porque deixou disponível para que outros possam usar. Se não sabe configurar, deveria pagar a um técnico para configurar corretamente.
Outra coisa: dúvido que se fosse um hacker que tivesse invadindo ou usando para finalidades ilícitas, a polícia pegaria o cara.
Ah, se a onda pega no Brasil...

Leia matéria completa aqui.

TRABALHE EM CASA!!!

Sou obrigado a concordar com uma coisa: nada melhor do que trabalhar em casa!
De certa forma você se sente muito mais a vontade. Porém nem tudo são flores na vida dos afortunados a trabalhar em casa: o isolamento!
Se bem que, entre trabalhar sozinho e trabalhar com pessoas te incomodando o dia todo, prefiro a primeira opção.
Neste mês saiu uma matéria de François Terzian da Revista Você S/A, justamente com este tema.
Há tempos, tive um colega de faculdade que trabalhava na HP que foi a primeira pessoa que tomei conhecimento a trabalhar em casa.
De lá pra cá virou febre (ou oportunismo tanto das empresas, como dos funcionários).
Ricardo Semler em seu livro "Você Está Louco!" Ed. Rocco, 2006, fala muito bem sobre o assunto. O próprio Semler é uma pessoa que não trabalha na empresa... aliás ele nem trabalha, mas este assunto é para outro post.
A questão é que home office agora é moda e logo mais 99% das empresas estarão adotando o modelo, mais por conveniência própria do que a dos funcionários (imagine o quanto se economiza com estrutura?).
Porém a pessoa que pretente trabalhar em casa precisa ter uma disciplina e seguir uma rotina como se estivesse trabalhando na empresa. As vezes sofro um pouco com isso, pois as pessoas (família, amigos, vizinhos, etc.) pensam que estou em casa sem nada pra fazer... é preciso contornar isso desde o começo, para evitar problemas na produção, pois como em qualquer emprego, estamos trabalhando.
Para os que têm dúvidas em trabalhar em casa, eu recomendo!

18 de abr de 2007

MÍDIA: A NOVA NA VELHA

Eu que pensei que um dia os rádios seriam substituído pela internet, mas não é bem assim.
Saiu uma matéria no Portal Exame que o Google vai utilizar inserções publicitárias em rádios do grupo Clear Channel Communication (veja matéria aqui).
Conforme a matéria da Exame, o acordo permitirá que as centenas de milhares de anunciantes online que já trabalham o Google, comprem espaços publicitários na programação das rádios.
Este acordo saiu logo após a empresa anunciar a compra da DubleClick por por 3,1 bilhões de dólares, e já tem planos para aumentar o negócio com a venda de anúncios para televisão por meio de um acordo com a EchoStar Communications.
As formas são novas, porém o conceito de rádio e televisão não serão substituídas jamais!

13 de abr de 2007

RIQUEZA x CONEXÃO

Ontem conversava com meu primo sobre as pessoas mais conectadas do mundo e ele veio com uma tira de que os pobres são os que mais ficam conectados na internet.
Contestei sua opinião, dando exemplos como Steve Jobs, Bill Gates entre outros, porém ele foi redundante em sua "teoria".
De repente, no meio da conversa, surgiu o nome do bilhionário mexicano Carlos Slim Helú. Como um bom pesquisador, fui atrás de informações, pois sabia que era um empresário do México, mas não sabia muito sobre a personalidade. Constatei se tratar do segundo homem mais rico do mundo e a poucos passos de desbancar o tio Bill, que a 13 anos reina absoluto: Bill Gates tem U$ 56 bilhões, contra U$ 53,1 bilhões de Slim.
Claro que a diferença é uma ninharia U$ 2,9 bilhões, mas para Slim que faturou nos últimos dois meses, algo em torno de U$ 4 bilhões, isso não é nada e, logo mais, estará colocando o tio Bill no bolso (segundo pesquisei, Slim e Bill são amigos).
Mas a máxima dessa celebridade, motivo pelo qual escrevi esse tópico, é que ele não entende nada de computador, não fica conectado na internet, não tem notebook, smartphone... nada!
Veja o texto que trata do assunto
Seu escritório não tem computador, laptop ou qualquer outro apetrecho tecnológico que lhe permita acompanhar os movimentos financeiros on-line. Quando precisa de uma informação, pega o telefone e pede a um auxiliar. Certa vez ganhou um laptop dos filhos, de presente de Natal, mas só sabe ligar e desligar a máquina. Mas seu grupo vende mais de mil computadores por dia no México e milhares de pessoas em todo o mundo acessam seu portal na internet. Além disso, Slim criou um centro de pesquisas associado ao MIT americano para desenvolver novas tecnologias de informação adequadas à América Latina, para a formação de especialistas e para a transferência de conhecimentos. (Fonte Wikipédia )
Essa história me fez lembrar da piada no faxineiro da Microsoft:

Um homem que estava desempregado, entra num concurso da Microsoft para ser faxineiro। O Gerente de RH o entrevista, faz um teste (varrer o chão) e lhe diz: "O serviço é seu"; me dê seu e-mail e eu lhe enviarei a ficha para preencher, e a data e hora em que deverá se apresentar para o serviço.O homem, desesperado, responde que não tem computador, e muito menos, e-mail. O Gerente de RH, disse que lamenta, mas se não tiver e-mail, quer dizer que virtualmente não existe, e, como não existe, não pode ter o trabalho. O homem sai, desesperado, sem saber o
que fazer; somente tem US$ 10 no bolso. Então decide ir ao supermercado e comprar uma caixa de 10 quilos de tomates. Bate de porta em porta vendendo os tomates a quilo, e, em menos de duas horas, tinha conseguido duplicar o capital. Repete a operação mais três vezes e volta em casa com US$ 60.Entao, ele verifica que pode sobreviver dessa maneira, sai de casa cada dia mais cedo e volta a casa mais tarde, e assim triplica ou quadruplica odinheiro a cada dia. Pouco tempo depois, compra uma Kombi, depois troca por um caminhão e pouco tempo depois
chega a ter uma pequena frota de veiculos para distribuição. Passados 5 anos, o homem é dono de uma das maiores distribuidoras de alimentos dos Estados Unidos. Pensando no futuro da sua familia, decide tirar um seguro de vida। Chama um corretor, acerta um plano e quando a conversa acaba, o corretor lhe pede o e-mail para enviar a proposta. O homem disse que não tem e-mail. Curioso, o corretor lhe disse:

- Você não tem e-mail e chegou a construir este império, imagine o que você seria se tivesse e-mail? O homem pensa e responde:

- Seria faxineiro da Microsoft!

É amigos, pensando bem, acho que estou mais próximo de ser um faxineiro da Microsoft do que milhionário!

INTEGRADORES ABANDONARÃO XP EM 2008

Notícia do Felipe Zmoginski do Plantão INFO de hoje, diz que fabricantes de compudatores como Dell, HP entre outras, vão abandonar a integração das máquinas com o windows XP a partir do ano que vem.
Tá certo que são máquinas novas, mas isso traz um "q" de preocupação, uma vez que nós, pobres mortais, ainda não temos máquinas com configuração suficientes para rodar o Vista.
Apesar dos pesares, a empresa do tio Bill informou que "vai continuar suportando o XP por um longo tempo", segundo as palavras de Zmoginski.
Costumo dizer que a tecnologia avança com uma velocidade incrível e que é humanamente impossível acompanhar.
O mais perto que cheguei do Vista até hoje, foi ver as fotos das telas nas revistas e nos sites, além de saber apenas teorias sobre o sistema. Porém, segundo um amigo que teve o (des)prazer de intalá-lo em sua casa, o Vista tem um classificador que dá uma nota para o hardware em uma escala de 1 a 6. A máquina do (meu amigo) Zé é um Pentium IV, 3 GHZ com 2 GB de memória RAM e a nota do micro dele foi 2, ou seja, a máquina dele é muito básica pra rodar o novo SO da Microsoft.
Segundo uma pesquisa feita pela consultoria americana Everdream, a qual revela que 80% das máquinas de empresas nos EUA não estão aptas para rodar o Vista (veja matéria do Plantão INFO aqui). Se lá que é país de primeiro mundo tá assim, imagine aqui...
A Microsoft diz que continuará "suportando" o XP por um longo tempo, porém ficam algumas perguntas no ar: quanto será esse longo tempo de suporte do XP? Será que vale fazer o investimento para mudar do XP para o Vista?
Caso contrário, nos compete mudar definitivamente para o Linux e deixar o tio Bill cada vez mais pobre...

LAPTOP DE U$ 100,00: UMA NOVA CAMPANHA DO PRESIDENTE?

A nova investida do governo federal para a educação é em relação ao laptop de U$ 100,00, que desde 2005 vem sendo divulgado pela imprensa e "estudada" pelo governo.
Seria uma inovação e tanto se não fosse por alguns detalhes. Na na Revista Exame de Abril, saiu uma matéria sobre esses detalhes que não estão sendo levado em conta por parte do governo, como por exemplo a capacitação dos professores (conheço muitos professores que não tem computador em casa e não faz a mínima idéia do que seja internet), suporte para manutenção (além de que, quem vai pagar a conta da manutenção? uma vez que é sabido que adolescente não tem muito cuidado com livros, imagine com um computador (minha sobrinha de 15 anos quebrou um notebook que ganhou de natal do pai, com menos de 6 meses de uso, ao pisar em cima do pobre coitado que estava jogado no chão do quarto). Sem contar infra-estrutura, pois em muitos locais, como zonas rurais, não possuem.
Digo isso com conhecimento de causa: na escola estadual que minha esposa trabalha, chegou no ano passado cinco computadores (o mínimo ideal seriam 15 máquinas para as classes com 30 alunos em média), um servidor, além da estrutura para rede, móveis, internet, etc. Porém, ninguém sabia mexer. Resultado: a sala foi montada, tudo lindo e maravilhoso mas, ninguém aprendeu nada! Faltou planejamento para saber o número de alunos na escola, se os professores estariam capacitados para ensinar com computadores ou se seria necessário locar uma pessoa especializada para que os alunos pudessem aprender algo.
Assim será com os laptops de U$ 100,00, se não existir pessoas capacitadas para orientar essas crianças e adolescentes, no fim ter-se-á apenas mais um brinquedo na mão da garotada, uma grande conta para o governo (ou para o povo) pagar e um presidente batendo no peito e dizendo que levou o conhecimento e tecnologia nas escolas.
Podem dizer que já viram esse filme antes!

12 de abr de 2007

GTP: O TEMPO NÃO PARA


Estamos envolvidos em uma busca constante de desenvolvimento na chamada Era da Informação, onde jamais podemos parar de atualizar nosso conhecimento, pois a cada dia uma nova ferramenta, uma nova versão, uma nova atualização e por aí afora, surge nos colocando à margem (sempre) da tecnologia.
Em feveiro deste ano testei pela primeira vez o Google Textos e Planilhas e acho que não conseguiria mais ficar sem esta ferramenta - que chamam de web 2.0 (será que é 20 válvulas?).
Imagine só que todo o meu trabalho se resume em escrever, ler e escrever. Daí posso estar em qualquer lugar do mundo que tenha computador com acesso à internet, que posso continuar trabalhando sem o menor problema.
Na coluna Zap da Revista INFO de fevereiro, Dagomir Marquezi escreveu um texto (futurista, mas nem tanto), falando sobre como será em 2012. Ele parte de dois pontos: o super avanço da tecnologia e o aquecimento global, em que as pessoas não poderão mais sair à luz do dia devido o efeito estufa e seremos como tatus (viveremos embaixo da terra).
Eu particularmente não sou muito chegado a sair no sol, primeiro pelo hemangioma, segundo porque sou branco feito branco e ficar muito tempo exposto ao sol me faz um mal terrível.
Daí, consigo trabalhar em casa sem ter a necessidade de sair. Consigo ir pra faculdade a noite e continuar trabalhando em algo que estava fazendo em casa, pois o texto foi salvo no GTP.
Um dia desses, minha turma do TCC estava aqui e casa e montamos uma rede e trabalhamos em um texto compartilhado, todos ao mesmo tempo. Funciona, apesar de dar alguns probleminhas do tipo, eu digito algo, outra pessoa digita e salva ao mesmo tempo e às vezes some algumas coisas. Fora isso é perfeito!
Outro exemplo clássico do trabalho que desenvolvo é que algumas vezes estou fora de casa e consigo conversar com meu sócio (que não está no Brasil) e discutir com ele algumas planilhas financeiras nesta ferramenta.
Aliás, todos os texto que escrevo neste blog estão salvos no GTP (se não existia, acabei de criar uma sigla para a ferramenta).
É, e foi-se o tempo da máquina de escrever!