20 de jul de 2009

A lei do lixo eletrônico agora em São Paulo


Em julho de 2007 falei sobre a lei recém-aprovada pelo governo britânico que obriga fabricantes e importadores de produtos eletrônicos a recolher e reciclar o lixo eletrônico (aqui).

Passados exatamente 2 anos, o governador José Serra aprovou a Lei 13.576/09 (aqui) com a mesma finalidade: obrigar fabricantes a destinar (reciclar) lixo eletrônico.

Na postagem de 2007 havia comentado que queria penar algumas ideias sobre essa matéria e cheguei a conclusão que se precisa muito dinheiro para fazer reciclagem dos circuítos eletrônicos, mas é possível eliminar boa parte do plástico existente nas carcaças para reaproveitamento. No sábado descobri que as caixas d´água agora são de plástico, também já vi que com plástico reciclado pode ser utilizados até na construção de casas pré-fabricadas.

Quanto aos circuitos eletrônicos, muitas empresas na Europa já tem recicladoras para retirada dos matérias preciosas (como prata e ouro) e conseguem fazer a separação sem afetar o meio ambiente. Aliás, existe uma empresa em São Paulo que exporta essas peças para reciclagem.

Outra idéia possível é utilizar computadores usados para inclusão digital, o que já vem sendo feito por algumas ONGs que adquirem equipamentos doados por empresas e, após manutenção e reposição de peças, distribuem para escolas e outras associações que visam o mesmo trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário