24 de mai de 2011

Cirurgia pioneira no tratamento da síndrome de Sturge-Weber




          A síndrome de Sturge-Weber é uma doença neurológica rara que provoca convulsões frequentes. Trata-se de uma doença congénita provocada pela má formação dos vasos de um dos lados do cérebro. A doença é acompanhada de convulsões e de problemas na aprendizagem.


          Geralmente, o tratamento desta doença é feito através de medicamentos anti-convulsionantes, terapia física, cirurgia plástica e vigilância dos sinais de glaucoma.


          Um grupo de médicos britânicos “desligaram” metade do cérebro de uma menina de um ano portadora dessa doença, através de uma cirurgia inédita.


          Na  cirurgia, os médicos desligaram o lado afetado do cérebro da menina. Esta cirurgia foi realizada no hospital pediátrico de Great Ormond Stret, em Londres.


         Segundo  a mãe, depois da cirurgia, a menina  é “uma criança totalmente diferente”. Angelina é bastante “activa” e a família pode finalmente ter uma vida normal. “Desde a operação, nunca mais teve convulsões”, contou a mãe.


Fonte: notícia do jornal português IPJornal

Nenhum comentário:

Postar um comentário